Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
 
Artigos de opinión
Grécia: Syriza enfrenta decisões difíceis
26/01/2015Dimitris Belladis
Syriza pode se tornar uma força de contestação antineoliberal e anticapitalista, embora infelizmente esta coalizão também possa ser a base de u...
A União Europeia não existe
21/01/2015Vaz de Carvalho
A UE não existe, o que existe é um problema, uma guerra de classe contra os povos sob a designação de UE. Que democracia, que vontade do povo se...
A estratégia da tensão de dois terrorismos: o jihadista e o imperialista
21/01/2015Achille Lollo
O ataque ao semanário Charlie Hebdo alimenta uma dúplice estratégia da tensão, onde, por um lado, as células jihadistas exploram o degrado e o ...
Ucrânia e fascismo
15/01/2015Inês Zuber
A população do Donbass e os patriotas ucranianos que resistem à fascização da Ucrânia – vulgarmente conhecidos nos media dominantes por «te...
Charlie Hebdo: Uma reflexão difícil
14/01/2015Boaventura de Sousa Santos
Não estamos perante um choque de civilizações, até porque a cristã tem as mesmas raízes que a islâmica. Estamos perante um choque de fanatism...
Atalhos
14/01/2015Tariq Ali
A lógica que há por trás
09/01/2015Martín Granovsky
Folga Estudantil en defensa do ensino público (Vigo, 10/05/12)
10/5/2012

Contra as 10:00 horas deste xoves 10 de maio, xornada de folga no ensino secundario e universitario, a CIG celebraba a asembleas de delegados e delegadas en todas as comarcas, nas que se analizaban as gravísimas repercusións que terán os recortes orzamentarios impostos polo goberno do PP nos presupostos para este ano. Nas mesmas denunciábase a submisión do goberno da Xunta, que lonxe de facer uso das súas competencias, aplica os recortes decretados desde Madrid malia as consecuencias que terán para servizos públicos básicos para as galegas e galegos como a sanidade e o ensino.

nova relacionada

cig.prensa@galizacig.com