Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Venezuela: Estados Unidos acelera o golpe
27/02/2015Ángel Guerra Cabrera
O golpismo intensificouse sobre todo a partir da elección do presidente Maduro en abril de 2013. Washington e as oligarquías decidiron botar toda ...
A goleada sofrida pelo Syriza nas negociações da UE
27/02/2015Richard Seymour
As classes dominantes da UE também “ganharam tempo”, e elas dispõem dos recursos e estão ao ataque, enquanto o Syriza recuou. Não há motivo...
Grécia: os próximos quatro meses
27/02/2015Michael Roberts
Quanto à privatização, o que não é habitualmente percebido é que se supunha que as receitas da privatização fossem utilizadas para reembolsa...
Golpes na Argentina, Venezuela e Brasil?
27/02/2015Altamiro Borges
Os três países têm vários traços em comum. Em todos eles, a direita partidária sofreu duras derrotas eleitorais nos últimos anos. Forças con...
Syriza, uma via para o poder do povo?
26/02/2015Éric Toussaint
A experiência demonstra que os movimentos de esquerda podem chegar ao governo mas não chegam a conquistar o poder. A democracia ou seja o exercíc...
Ucrânia, um ano depois do golpe
26/02/2015Luís Carapinha
Cuba/EUA: que mudanças?
24/02/2015Rémy Herrera
Opinión
18/12/2014 Atilio A. Boron
20141218_anti.WAR
A historia apréndenos que todas as transicións xeopolíticas globais -e estamos inmersas nunha delas- estiveron acompañadas por grandes guerras  Pasesiñamente, o mundo parece encamiñarse cara á Terceira Guerra Mundial. A OTAN estreita cada vez máis o círculo trazado sobre Rusia, levando aos seus extremos un proceso que foi o obxectivo político fundamental perseguido, no teatro europ...
20141218_OTAN
A NATO e o que ela simboliza hoje representa um perigo severo devido à reivindicação dos países ocidentais do direito de interferir em qualquer lugar em nome das interpretações ocidentais das realidades geopolíticas. Isto só pode levar a mais, e altamente perigosos, conflitos  A mitologia oficial diz-nos que entre 1945 (ou 1946) e 1989 (ou 1991), os Estados Unidos e a União Soviéti...
18/12/2014 Albano Nunes // Avante
20141218_cartaz-capitalismo.corrupcion
A corrupção é sistémica. É algo inerente ao funcionamento do sistema capitalista. Não se toca nos offshore nem se avança sequer na taxação dos movimentos de capitais especulativos porque isso não é compatível com a prática generalizada de favores, de luvas, de branqueamento de capitais indispensáveis aos grandes negócios  Os casos de corrupção envolvendo as altas esferas do ...
17/12/2014 Albert Recio Andreu
Nas economías capitalistas sempre que existe estancamento económico se traduce en paro masivo, expansión da pobreza e variedade de sufrimentos humanos. A persistencia do caso xaponés (e a teima alemá en copiar deles) indica que estamos ante unha situación que devén endémica  I  Xapón viuse moitas veces como un modelo de capitalismo particular. A finais dos 80 as cousas que má...
Co TTIP procédese á harmonización normativa á baixa; é dicir, se o control financeiro é máis estrito en EEUU, harmonizar tendo en conta a regulación europea. Se a lexislación laboral é máis protectora na Unión Europea, aplícanse as normas de Estados Unidos que desregulan os dereitos dos traballadores e traballadoras. Así, harmonizar desregulando os dereitos das maiorías sociais en t...
20141215_Ucraina.OTAN
Todo indica que está en preparación a terceira guerra mundial. É unha guerra provocada unilateralmente polos EE.UU. coa complicidade activa da UE. O seu obxectivo principal é Rusia e indirectamente China. O pretexto é Ucraína.  Nun estraño momento de consenso entre os dous partidos, o Congreso dos EEUU aprobou o pasado día 4 a Resolución 758, que autoriza o Presidente a adoptar med...
cig.prensa@galizacig.com