Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Um olhar sobre o Brexit
01/07/2016João Ferreira
A ausência ou debilidade de projectos de ruptura pela esquerda com a UE constitui um perigo capaz de comportar consequências potencialmente trági...
Brasil: O golpismo contra-ataca
30/06/2016Emir Sader
A incapacidade de iniciativa política da luta contra o golpe, que combine mobilizações populares com proposta política viável no curto prazo, ...
Porque os britânicos disseram não à Europa
28/06/2016John Pilger
O voto maioritário dos britânicos a favor do abandono da União Europeia foi um acto de democracia pura. Milhões de pessoas comuns recusaram-se a...
UE: Os dias contados
28/06/2016Jorge Bateira
Tendo em conta que as políticas da UE não serão alteradas no essencial, já que isso é do interesse das elites alemãs e da tecno-burocracia de ...
O referendo inglês: o irrecusável "não", suas perspectivas e riscos
28/06/2016Haroldo Lima
A UE frustrou a esperança de vida de grande parte da gente que dizia unir. O bem-estar foi substituído pela "austeridade". E as reações se este...
O direito soberano de decidir
23/06/2016João Pimenta Lopes
Opinión
23/6/2016 Emir Sader
20160623_Brasil.soberania.mani.jpg
O que Dilma faz é colocar a salvação do Brasil acima de qualquer outra coisa. É buscar as condições, primeiro de retomar seu mandato, derrotando os golpistas. O que, por si só, já seria, uma enorme vitoria, materializaria o Não vai ter golpe  O que é um grito e um mote generalizados é também uma prioridade política. Pela sanha com que se entregam a privatizar patrimônios públi...
O chamado Plano Merkel é na realidade um produto de círculos de influência [thinks tanks] norte-americanos ligados à NATO, e governadores de países membros da NATO ou membros potenciais. Ter presente a máxima «seguir o rasto do dinheiro» é instrutivo neste caso, a fim de compreender quem governa hoje a União Europeia  Um fluxo incontrolável de refugiados de guerra vindos da Síria...
O referendo britânico é uma expressão evidente da profunda crise na e da União Europeia, e do agravamento das contradições e tensões entre potências e oligarquias nacionalistas no seio da UE  O povo britânico é hoje chamado a participar num referendo sobre o vínculo do Reino Unido à União Europeia.  Independentemente do resultado final, que provavelmente só será conhecid...
Caso de se producir o Brexit, asistiriamos a unha progresiva disolución da actual UE como ente político, momento que será aproveitado polas actuais nacións subestatais europeas conseguir a desconexión das súas antigas metrópoles e provocar a aparición dun novo mapa xeopolítico europeo  Segundo sinala Joel Kotkin na revista Forbes, durante décadas, os países do Norte (Alemaña, No...
A NATO não é um instrumento de construção da Paz, mas sim de subjugação política e militar, e instrumento de guerra para que os seus membros europeus têm sido convocados a combater na Jugoslávia, Afeganistão, Iraque, Líbia... A NATO NA EUROPA HOJE [1]  A NATO detêm forte presença na Europa, em todos os azimutes. A sua infraestrutura compreende cerca de 50 bases militares norte-...
16/6/2016 Atilio A. Boron
20160616_arxentina.mobilizacion.jpg
Nun continente inzado pola presenza dunha dereita cada vez máis falta de escrúpulos e voraz a xestión de Cambiemos á fronte da Casa Rosada sobresae pola radicalidade do seu proxecto reaccionario Poucas veces se viu un goberno que de forma tan rotunda ratificase a verdade contida nalgunhas teses medulares da teoría política. Unha, formulada por Agustín de Nipona no século IV cando se pregu...
cig.prensa@galizacig.com