Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
A luta pela independência na Escócia não terminou apesar do voto do medo
29/09/2014Tariq Ali
O medo conduz à passividade e ainda que neste caso os unionistas tenham conseguido meter medo no voto, talvez não sejam capazes de voltar a fazê...
Como enfrentar os fundos abutres e o imperialismo financeiro
29/09/2014Éric Toussaint
Eric Toussaint A dívida já que se converte, novamente, em um poderoso instrumento de subordinação dos povos da América Latina. Que será...
A austeridade neoliberal ameaza con máis sufrimento
29/09/2014Albert Recio Andreu
Seguimos baixo o dominio dunhas políticas deseñadas para garantir unha distribución da renda extraordinariamente favorábel ás grandes elites e...
EUA: Um estado inimigo da Humanidade
26/09/2014Miguel Urbano Rodrigues
A contra-ofensiva imperialista iniciada logo após o final da II Guerra Mundial intensificou-se na década de 80 do século passado e atingiu dimen...
Geopolítica do petróleo e gás natural
26/09/2014Rui Namorado Rosa
A energia, colocando severos problemas técnicos quanto ao seu armazenamento em larga escala, carece de vastas infra-estruturas de transporte e dis...
“Caos Controlado”
26/09/2014Ângelo Alves
Analogias entre Jugoslávia e Ucrânia
24/09/2014Stephen Karganovic
O triunfo cultural do neoliberalismo
24/09/2014Marcos Roitman Rosenmann
Opinión
De início, o assunto entendia-se: cenas de motins, desordeiros mascarados, «guerrilha urbana» opondo jovens à polícia, após um caso de brutalidade desta. E não, isto não se passava numa «banlieue» [periferia urbana] francesa ou num bairro degradado britânico. Nem a vítima, nem os amotinados pareciam pertencer a alguma «minoria étnica» (ou religiosa) ou a uma população de origem e...
A Alemanha enfrenta uma série de choques de "reencontros com a história". São acontecimentos que se abrem para o século XXI, mas que trazem à tona dramas e até enigmas do século XX e de uma das histórias nacionais mais dramáticas que a humanidade já conheceu. Enquanto governo, trabalhadores, executivos, banqueiros, bancários, correntistas, todos enfim se debatem com o f...
22/12/2008 Rick Wolff // resistir.info
Em termos marxistas, a crise actual emergiu do funcionamento da estrutura de classe capitalista. A história do capitalismo revela repetidos booms, quebras e bolhas pontuais. Os ciclos do capitalismo variam de forma imprevisível desde o local e superficial até ao profundo, longo e global. Manter o capitalismo é sofrer a sua instabilidade crónica. Lidar efectivamente com as crises recorrentes ...
Depois de Cuba e Venezuela, a Bolívia tornou-se, dia 20 de dezembro, área livre de analfabetismo. Mais de 819 mil pessoas foram alfabetizadas em um universo de 824.101 analfabetos detectados. Mobilização envolveu trabalho de 130 assessores cubanos e 47 venezuelanos que capacitaram técnicos bolivianos na aplicação do método audiovisual cubano "Yo sí puedo". Com três anos...
19/12/2008 Rafa Villar
20081218_cartaz-rebaixas-lugo
Semella que cada certo tempo diferentes representantes do ámbito empresarial galego teñen como encomenda botar a lingua a pacer e, coa mesma, esbardallan que dá gloria sobre se o galego isto ou se o galego aquilo. No seu entendemento, a lingua de Galiza é sempre un atranco, mais non un atranco para levar os seus produtos e mercadorías a un case sempre hipotético mercado global. Non, non ...
20081214_China.rua.Beijing
Vista de Beijing, a crise não é considerada como um destino que levará todo o mundo à depressão, mas como um fator que afetará os ritmos de crescimento e deslocará mais o poder de decisão das mãos dos EUA e das grandes potências capitalistas para os países emergentes. De repente, parece que o mundo inteiro passou a se preocupar com a China, com os eventuais efeitos da crise sobr...
cig.prensa@galizacig.com