Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Grécia: Syriza enfrenta decisões difíceis
26/01/2015Dimitris Belladis
Syriza pode se tornar uma força de contestação antineoliberal e anticapitalista, embora infelizmente esta coalizão também possa ser a base de u...
A União Europeia não existe
21/01/2015Vaz de Carvalho
A UE não existe, o que existe é um problema, uma guerra de classe contra os povos sob a designação de UE. Que democracia, que vontade do povo se...
A estratégia da tensão de dois terrorismos: o jihadista e o imperialista
21/01/2015Achille Lollo
O ataque ao semanário Charlie Hebdo alimenta uma dúplice estratégia da tensão, onde, por um lado, as células jihadistas exploram o degrado e o ...
Ucrânia e fascismo
15/01/2015Inês Zuber
A população do Donbass e os patriotas ucranianos que resistem à fascização da Ucrânia – vulgarmente conhecidos nos media dominantes por «te...
Charlie Hebdo: Uma reflexão difícil
14/01/2015Boaventura de Sousa Santos
Não estamos perante um choque de civilizações, até porque a cristã tem as mesmas raízes que a islâmica. Estamos perante um choque de fanatism...
Atalhos
14/01/2015Tariq Ali
A lógica que há por trás
09/01/2015Martín Granovsky
Opinión
O Fórum de Belém ocorre em meio a três acontecimentos de primeira grandeza: o avanço da crise econômica, o massacre promovido por Israel em Gaza e a posse de Obama. Se estes temas não estiverem no centro do debate, o encontro dificilmente alcançará a relevância política que teve em suas primeiras versões. O Fórum Social Mundial chega à sua oitava edição, em Belém, dois anos ...
20090126_paquistan.protesta.anti.obama
As guerras e conflitos militares no Iraque, Afeganistão, Paquistão, Oriente Médio e África farão parte da pauta de debates do Fórum Social Mundial. Em artigo, Noam Chomsky analisa um dos atores centrais destes conflitos, os Estados Unidos. Ao comentar o futuro da política externa de Washington, ele lança uma interrogação: "A boa vontade de Barack Obama para "falar com o inimig...
A crise global parece comezar a xerar unha verdadeira vaga de protesta e de revolta contra os gobernos en Europa. E, de novo, o elo máis débil é o primeiro en ceder: é aquela «Nova Europa» que nos pasados anos seguiu con maior entusiasmo os cantos de serea do neoliberalismo “á americana” -por non falarmos das indicacións políticas xerais procedentes da Casa Branca- a que primeiro se ...
23/1/2009 Txente Rekondo // Gara
20090123_gerry.adams_sinn.fein
A constitución hai noventa anos do primeiro Parlamento irlandés, que desafiando as ameazas de Londres e indo máis aló do ordenamento xurídico vixente declarou a independencia do dominio colonial británico, ten aínda as súas consecuencias na división da illa. Os acontecementos irlandeses sempre tiveron un importante eco máis aló da propia illa. Aínda que é certo que todas as rea...
23/1/2009 André Levy // Avante
A 11 de Janeiro cumpriram-se sete anos que os EUA montaram o campo de detenção na base naval da Baía de Guantanamo, na ilha de Cuba, onde têm aproveitado o vazio jurídico para deter, interrogar e torturar centenas de detidos, apelidados de «combatentes inimigos», privando-os dos direitos mais elementares, como o de saberem de que são acusados, terem acesso a um advogado de defesa, ou pode...
23/1/2009 Luís Carapinha
A situação criada com a reincidente «guerra» do gás entre a Rússia e a Ucrânia adquiriu neste início de 2009 uma dimensão inédita. Nunca em 30 anos o gás natural russo deixara de circular nas tubagens da rede de gasodutos para a Europa legada pela URSS, privando de abastecimento países do Leste europeu e dos Balcãs, como aconteceu durante as cerca de duas semanas de Janeiro em que os...
cig.prensa@galizacig.com