Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Um olhar sobre o Brexit
01/07/2016João Ferreira
A ausência ou debilidade de projectos de ruptura pela esquerda com a UE constitui um perigo capaz de comportar consequências potencialmente trági...
Brasil: O golpismo contra-ataca
30/06/2016Emir Sader
A incapacidade de iniciativa política da luta contra o golpe, que combine mobilizações populares com proposta política viável no curto prazo, ...
Porque os britânicos disseram não à Europa
28/06/2016John Pilger
O voto maioritário dos britânicos a favor do abandono da União Europeia foi um acto de democracia pura. Milhões de pessoas comuns recusaram-se a...
UE: Os dias contados
28/06/2016Jorge Bateira
Tendo em conta que as políticas da UE não serão alteradas no essencial, já que isso é do interesse das elites alemãs e da tecno-burocracia de ...
O referendo inglês: o irrecusável "não", suas perspectivas e riscos
28/06/2016Haroldo Lima
A UE frustrou a esperança de vida de grande parte da gente que dizia unir. O bem-estar foi substituído pela "austeridade". E as reações se este...
O direito soberano de decidir
23/06/2016João Pimenta Lopes
Opinión
20090706_mujica.uruguai
Três acontecimentos simultâneos refletem, em direções distintas, os dilemas latinoamericanos atuais: o golpe em Honduras, a derrota eleitoral dos Kirchner na Argentina e a escolha dos candidatos a presidente para as eleições uruguaias. Os três apontam para o tema da continuidade e aprofundamento dos processos de transformação que estão vivendo grande parte dos países latinoamericanos o...
De repente, um pequeno país da América Central, cuja capital poucos conseguem pronunciar o nome, Tegucigalpa, virou notícia mundial. Uma velha e conhecida história ali se repetia, quando mais ninguém acreditava que isso pudesse ser possível. Um golpe de estado contra um presidente que não é nenhum revolucionário de esquerda, pelo contrário, é um bem comportado político do partido libe...
20090702_palestina
Agora que o presidente Obama apoiou tão aberta e publicamente o conceito de uma "solução" de dois estados para a controvérsia/luta israelo-palestiniana, uma tal "solução" pode bem ser conseguida nos próximos anos. A razão é simples. Afirmada de forma abstracta, uma tal solução tem apoio esmagador na opinião política mundial. As sondagens mostram que uma mai...
20090207_non.pensamento.unico
Não há “uma única solução possível para sair da crise”. Há várias e estas, sem deixarem de ser econômicas, são sobretudo sociais e políticas. Contudo, o pluralismo, para ser eficaz, tem de ser equilibrado em sua publicidade. No momento em que escrevo, os portugueses dispõem de duas visões muito diferentes sobre como sair da crise em que nos encontramos. De um lado, o “man...
1/7/2009 Atilio A. Boron
20090701_partidarios.zelaya.honduras
O ocorrido en Honduras pon de manifesto a resistencia que provoca nas estruturas tradicionais de poder calquera tentativa de afondar na vida democrática. Abondou con que o Presidente Zelaya decidise chamar a unha consulta popular -apoiada coa sinatura de máis de 400.000 cidadáns- sobre unha futura convocatoria a unha Asemblea Constitucional para que os distintos dispositivos institucionais do ...
1/7/2009 Marco Piva
Não será a reação dos movimentos sociais que reverterá o golpe de estado em Honduras. Por um motivo simples: a sociedade civil hondurenha é pouco organizada e nela prevalecem as elites empresariais que, por sua vez, subordinam os militares e os meios de comunicação. No final da década de 70 e durante a primeira metade dos 80, enquanto países vizinhos da região passavam por f...
cig.prensa@galizacig.com