Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Brexit: Um giro histórico-mundial
27/09/2016Alex Callinicos
O surgimento da campanha pelo Lexit, defendendo uma oposição de esquerda e internacionalista à União Europeia, foi um dos sucessos do referendo....
Cara a unha desdolarización da economía mundial?
27/09/2016Alfredo Serrano e Francisco Navarro
A transición xeoeconómica segue o seu curso. Nestes últimos anos, a desdolarización da economía mundial comezou a dar os seus primeiros pasos. ...
Análise da conjuntura política brasileira
23/09/2016João Pedro Stédile
O golpe não conseguiu legitimar-se. No jurídico se evidenciou a contradição na manutenção dos direitos da President. E nas ruas, perdeu a legi...
Bratislava : a cimeira da mesquinhez
23/09/2016Thierry Meyssan
Três meses após a decisão dos eleitores britânicos em sair da União Europeia, os seus chefes de Estado e de governo —com a excepção do Prim...
O consenso de Bruxelas
23/09/2016Ângelo Alves
Salvar a Europa significa derrotar a União Europeia e o consenso que apesar das contradições emergentes parece prevalecer entre direita e social-...
O Decálogo “neo-neoliberal”
20/09/2016Ava Gomez e Alejandro Fierro
Opinión
A Unión Europea non foi concibida para promover e beneficiar un proxecto social. Os dereitos sociais arrincados ao capital na posguerra inmediata foron desmantelados de xeito sistemático, sobre todo a partir de Maastricht. Desde entón, as prioridades foron a desregulación comercial e financeira, a flexibilidade laboral, así como a privatización de servizos públicos  Mañá decídese n...
23/6/2016 Emir Sader
20160623_Brasil.soberania.mani.jpg
O que Dilma faz é colocar a salvação do Brasil acima de qualquer outra coisa. É buscar as condições, primeiro de retomar seu mandato, derrotando os golpistas. O que, por si só, já seria, uma enorme vitoria, materializaria o Não vai ter golpe  O que é um grito e um mote generalizados é também uma prioridade política. Pela sanha com que se entregam a privatizar patrimônios públi...
O chamado Plano Merkel é na realidade um produto de círculos de influência [thinks tanks] norte-americanos ligados à NATO, e governadores de países membros da NATO ou membros potenciais. Ter presente a máxima «seguir o rasto do dinheiro» é instrutivo neste caso, a fim de compreender quem governa hoje a União Europeia  Um fluxo incontrolável de refugiados de guerra vindos da Síria...
O referendo britânico é uma expressão evidente da profunda crise na e da União Europeia, e do agravamento das contradições e tensões entre potências e oligarquias nacionalistas no seio da UE  O povo britânico é hoje chamado a participar num referendo sobre o vínculo do Reino Unido à União Europeia.  Independentemente do resultado final, que provavelmente só será conhecid...
Caso de se producir o Brexit, asistiriamos a unha progresiva disolución da actual UE como ente político, momento que será aproveitado polas actuais nacións subestatais europeas conseguir a desconexión das súas antigas metrópoles e provocar a aparición dun novo mapa xeopolítico europeo  Segundo sinala Joel Kotkin na revista Forbes, durante décadas, os países do Norte (Alemaña, No...
A NATO não é um instrumento de construção da Paz, mas sim de subjugação política e militar, e instrumento de guerra para que os seus membros europeus têm sido convocados a combater na Jugoslávia, Afeganistão, Iraque, Líbia... A NATO NA EUROPA HOJE [1]  A NATO detêm forte presença na Europa, em todos os azimutes. A sua infraestrutura compreende cerca de 50 bases militares norte-...
cig.prensa@galizacig.com