Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Um olhar sobre o Brexit
01/07/2016João Ferreira
A ausência ou debilidade de projectos de ruptura pela esquerda com a UE constitui um perigo capaz de comportar consequências potencialmente trági...
Brasil: O golpismo contra-ataca
30/06/2016Emir Sader
A incapacidade de iniciativa política da luta contra o golpe, que combine mobilizações populares com proposta política viável no curto prazo, ...
Porque os britânicos disseram não à Europa
28/06/2016John Pilger
O voto maioritário dos britânicos a favor do abandono da União Europeia foi um acto de democracia pura. Milhões de pessoas comuns recusaram-se a...
UE: Os dias contados
28/06/2016Jorge Bateira
Tendo em conta que as políticas da UE não serão alteradas no essencial, já que isso é do interesse das elites alemãs e da tecno-burocracia de ...
O referendo inglês: o irrecusável "não", suas perspectivas e riscos
28/06/2016Haroldo Lima
A UE frustrou a esperança de vida de grande parte da gente que dizia unir. O bem-estar foi substituído pela "austeridade". E as reações se este...
O direito soberano de decidir
23/06/2016João Pimenta Lopes
economía
Na letra pequena do TTIP aparece a introdución da cláusula ISDS de resolución de conflitos entre Investidor e Estado nos acordos, cláusula que limita seriamente a capacidade dos Estados para loitar contra a crise financeira e económica A comezos do 2013 comezou a súa singradura o chamado Tratado Transatlántico de Comercio e Investimento (TTIP polas súas siglas en inglés) co obxectivo de ...
Ante a negociación do TTIP e outros tratados comerciais e de investimento, é necesario restablecer a competencia territorial dos tribunais nacionais, recuperar o papel dos parlamentos e poñer en marcha iniciativas lexislativas populares Na lex mercatoria, os dereitos das empresas transnacionais protéxense a través dun ordenamento xurídico global baseado en regras de comercio e investimentos...
São menos os trabalhadores portugueses que produzem riqueza e maior a proporção dos trabalhadores, igualmente explorados, que asseguram a circulação e a distribuição da riqueza criada, nomeadamente do seu controlo, da sua concentração e centralização nos grupos económicos e financeiros, associados e dependentes do grande capital transnacional europeu  Oficialmente, em Portugal, a...
Algunhas das políticas aprobadas polas institucións económico-financeiras -incluídas as que compoñían a Troika- poden ser consideradas como crimes contra a humanidade tipificados no Estatuto da Corte Penal Internacional  As políticas das institucións internacionais económico-financeiras provocaron impactos moi importantes sobre os dereitos das maiorías sociais. E é que, por todo o...
16/4/2015
 Eric Toussaint, Coordinador da comisión do Parlamento de Grecia para a auditoría da Débeda, e Adolfo Muñoz "Txiki", secretario xeral de ELA, participaron nunha roda de prensa conxunta sobre as consecuencias da débeda en Europa e Hego Euskal Herria. Toussaint subliñou que unha parte da débeda contraída polo Goberno grego é ilexítima e non se debe pagar.  Eric Toussaint explico...
16/2/2015 Alejandro Nadal
Hoxe a clase traballadora en Europa enfróntase a un escenario desfavorábel: os bancos alemáns, franceses, holandeses e ingleses teñen grandes necesidades de recapitalización e iso necesitará de apoio público, é dicir, dunha masiva transferencia de recursos das clases medias e traballadoras do continente cara ao sector financeiro  En 1941 a Wehrmacht nazi aniquilou nunhas cantas seman...
20150210_moeda.petroleo
O controle político -direto ou indireto- da moeda, do crédito e do preço do petróleo, está sendo utilizado pelos EUA para impor sua vontade nos vários tabuleiros geopolíticos do mundo, onde há países que resistem ao seu poder imperial   Através da história, os impérios clássicos e todos os grandes estados nacionais lutaram para conquistar e monopolizar “posições estrat...
cig.prensa@galizacig.com