Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Cara a unha Terceira Guerra Mundial?
18/12/2014Atilio A. Boron
A historia apréndenos que todas as transicións xeopolíticas globais -e estamos inmersas nunha delas- estiveron acompañadas por grandes guerras ...
NATO: Perigo para a paz mundial
18/12/2014Immanuel Wallerstein
A NATO e o que ela simboliza hoje representa um perigo severo devido à reivindicação dos países ocidentais do direito de interferir em qualquer ...
Capitalismo e corrupção
18/12/2014Albano Nunes
A corrupção é sistémica. É algo inerente ao funcionamento do sistema capitalista. Não se toca nos offshore nem se avança sequer na taxação ...
A crise xaponesa e nós
17/12/2014Albert Recio Andreu
Nas economías capitalistas sempre que existe estancamento económico se traduce en paro masivo, expansión da pobreza e variedade de sufrimentos hu...
O Tratado Transatlántico de Comercio e Investimentos (TTIP) e a arquitectura da impunidade
15/12/2014Juan Hernández Zubizarreta
Co TTIP procédese á harmonización normativa á baixa; é dicir, se o control financeiro é máis estrito en EEUU, harmonizar tendo en conta a reg...
A terceira guerra mundial
15/12/2014Boaventura de Sousa Santos
A importância do "Económico"
15/12/2014Prabhat Patnaik
O irrespirável ar da América
11/12/2014António Santos
economía
Os documentos da troika são insultos à dignidade do país e do seu povo. As políticas da troika são o programa das políticas de direita: Portugal ser um país cada vez mais subdesenvolvido. Os próprios avanços tecnológicos em certas atividades, subsistem na base com baixos salários e precariedade. Mesmo isto a troika acha que é demais. Se os povos da Europa não se levantarem, os bancos ...
Nos países desenvolvidos, a fin do consumismo compulsivo imperante na pasada década, provocado polas taxas de paro galopantes e a perda do poder adquisitivo dos traballadores unido á deterioración progresivo das condicións laborais, provocará frecuentes rebentos de conflitividade laboral e agudización da fractura social. O fenómeno da globalización económica conseguiu que todos os eleme...
30/4/2014 Fernando Luengo
As retribucións dos traballadores quedaron descolgadas dos avances na produtividade moito antes de que se producise a crise, fenda que se acentuou nestes últimos anos e que, dada a relación de forzas, cada vez máis favorábel aos intereses dos capitais, as elites políticas e as oligarquías económicas, podería converterse nun trazo estrutural da economía do Estado español. Cómpre que a ...
30/4/2014 Juan Torres López
Para poder paliar o efecto do recorte en servizos públicos, en salarios e en emprego, estase promovendo de novo a intensificación do traballo doméstico non retribuído e para iso vólvense a fortalecer estereotipos machistas e patriarcais que vinculan ás mulleres coas tarefas do coidado no fogar, como máximo permitindo que o maior número de horas de traballo doméstico se compaxine con empre...
30/4/2014 Sonia Mitralias // Esquerda
Um terço da população grega não tem segurança social. 40% não tem acesso ao sistema público de saúde. Pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, regista-se o aumento da mortalidade dos recém-nascidos. Na Grécia, os direitos adquiridos constituem hoje uma lembrança longínqua. Durante estes últimos quatro anos, padecemos na Grécia de uma política que tem consequências trág...
Há políticas que podiam melhorar coisas no curto prazo, incluindo regulamentação do sistema financeiro, redistribuição do rendimento e da riqueza em favor dos trabalhadores e expansão da despesa pública. Por este meio, poder-se-ia esperar recuperação, melhoria de padrões de vida e que a arrecadação fiscal ascendesse equilibrando a contabilidade do estado. Mas o desafio real é alcanç...
Apostar por rebaixas fiscais, como suxire o goberno, é continuar o vieiro da demolición de dereitos sociais, impedir unha restruturación profunda da nosa base económica e converter o problema da débeda nunha espada de Damocles permanente sobre as nosas cabezas. É simplemente criminal. Reforma fiscal, incentivos e dereitos sociais 1. Agora que todas as élites se puxeron de acordo en que a cr...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com