Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
O euro e o desemprego em Portugal
01/09/2015Manuel Brotas
São menos os trabalhadores portugueses que produzem riqueza e maior a proporção dos trabalhadores, igualmente explorados, que asseguram a circula...
A era das guerras imperiais (Das guerras regionais, às "mudança de regime" e à guerra global)
31/08/2015James Petras
Milhões de refugiados de guerra escapam rumo à segurança na Europa Ocidental, juntando-se aos milhões de refugiados económicos que fugiram da p...
UE/Euro: Prisão de povos
17/07/2015Jorge Cadima
Os acontecimentos dos últimos dias são portadores de importantíssimos ensinamentos sobre a verdadeira natureza da dominação de classe, do imper...
A operação em curso – nome de código: Grécia
10/07/2015Vaz de Carvalho
Contrariamente às ilusões europeístas o sistema é incapaz de resolver os problemas provocados pela financeirização da economia a favor do rent...
Aprofundamento da União Económica e Monetária Europeia – ensaio sobre a cegueira
10/07/2015Miguel Viegas
Em traços gerais, este relatório dos cinco presidentes aponta para o reforço dos pilares neoliberal e federalista da UE. Podando o discurso dos h...
Grécia – a força do povo
10/07/2015Ângelo Alves
Uma guerra de classe
10/07/2015Filipe Diniz
O caldeirão grego
03/07/2015Luís Carapinha
Ucrânia, o fascismo galopante
25/06/2015Raúl Antonio Capote
capitalismo
A oligarquia capitalista europeia – os Junker, Merkel, Draghi –, com a anuência frouxa dos chamados sociais-democratas – Sigmar Gabriel, François Hollande –, decidiram declarar guerra (financeira) contra o povo grego  Pela primeira vez em sua história, a Grécia tem um governo “vermelho” (não rosa-bombom), um governo dirigido pelo Syriza (Synaspismos tis Rizospastikis Arister...
10/2/2015 Vidal Aragonés
Co TISA, os servizos públicos históricos pasarán paulatinamente a ser xestionados por empresas privadas e cunha tendencia a que sexan multinacionais. Iso non só xerará unha deterioración dos servizos senón paulatinamente unha degradación das condicións laborais dos traballadores e traballadoras  Os servizos públicos teñen unha xustificación desde un punto de vista humanístico: s...
20150210_moeda.petroleo
O controle político -direto ou indireto- da moeda, do crédito e do preço do petróleo, está sendo utilizado pelos EUA para impor sua vontade nos vários tabuleiros geopolíticos do mundo, onde há países que resistem ao seu poder imperial   Através da história, os impérios clássicos e todos os grandes estados nacionais lutaram para conquistar e monopolizar “posições estrat...
9/2/2015 João Ferreira // Avante
Estamos perante um autêntico seguro de vida dos interesses do grande capital, que procura sobrepor esses interesses à própria vontade soberana dos povos. Uma espécie de ditadura das multinacionais, que subverte o próprio conceito de democracia  Durante esta semana decorre em Bruxelas a oitava ronda de negociações entre a União Europeia e os EUA para a celebração do Acordo de Parcer...
A única posibilidade que temos para manter os nosos dereitos é a oposición frontal e rotunda dos pobos de Europa para demostrar, como xa se fixo fronte a aquela falsa “Constitución Europea”, que todo engano ten un límite  A sétima rolda de negociacións do TTIP (o Acordo de Libre Comercio entre Estados Unidos e a Unión Europea) tivo lugar hai dous meses e a información que temos ...
A UE não existe, o que existe é um problema, uma guerra de classe contra os povos sob a designação de UE. Que democracia, que vontade do povo se permite então nesta UE? Que partidos democráticos aceitam esta chantagem? 1 – Ascensão e queda do mito europeu  A UE existe? Não, o que existe é um projeto de fundamentalismo neoliberal conduzido por tecnocratas. O que temos é uma "uni...
9/1/2015 James Petras // Rebelión
20150108_2014vs2015
Os prognósticos para 2015 non son prometedores, dado o feito de que os cambios positivos que se produciron en 2014 non son sostíbeis e están ameazados polo xiro máis cara á dereita da política estadounidense Introdución  O balance de 2014 e as perspectivas para 2015 proporciónannos un panorama complexo con resultados negativos e positivos. Na maioría dos casos, os progresos a escal...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com