Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Acerca de negociações: lições do caso Syriza
02/03/2015Vaz de Carvalho
A UE tem os povos presos nas grilhetas do endividamento e do euro. Esta situação só será alterada pela resistência popular. O caso grego mostro...
Venezuela: Estados Unidos acelera o golpe
27/02/2015Ángel Guerra Cabrera
O golpismo intensificouse sobre todo a partir da elección do presidente Maduro en abril de 2013. Washington e as oligarquías decidiron botar toda ...
A goleada sofrida pelo Syriza nas negociações da UE
27/02/2015Richard Seymour
As classes dominantes da UE também “ganharam tempo”, e elas dispõem dos recursos e estão ao ataque, enquanto o Syriza recuou. Não há motivo...
Grécia: os próximos quatro meses
27/02/2015Michael Roberts
Quanto à privatização, o que não é habitualmente percebido é que se supunha que as receitas da privatização fossem utilizadas para reembolsa...
Golpes na Argentina, Venezuela e Brasil?
27/02/2015Altamiro Borges
Os três países têm vários traços em comum. Em todos eles, a direita partidária sofreu duras derrotas eleitorais nos últimos anos. Forças con...
Syriza, uma via para o poder do povo?
26/02/2015Éric Toussaint
Ucrânia, um ano depois do golpe
26/02/2015Luís Carapinha
Cuba/EUA: que mudanças?
24/02/2015Rémy Herrera
capitalismo
10/10/2014 Michel Husson
A crise fixo estourar esta configuración fundamentalmente inestábel e deixa as sociedades enlamadas nunha recesión crónica que vai acompañada do mantemento ou do profudamento das desigualdades, do enquistamento do paro masivo e do efecto corrosivo das chamadas reformas estruturais Definir no contexto actual o que podería ser unha política económica de esquerda é un exercicio tan perigos...
O mundo capitalista en crise reclama iniciativas políticas de reorganização das relações socioeconómicas globais que podem emergir do renovado conflito que suscita o endividamento público e especialmente o conflito da Argentina com os especuladores e a Justiça e a ordem prevalecente nos EUA A reestruturação regressiva do capitalismo argentino tem antecedentes na ditadura genocida e ter...
8/10/2014 António Santos // Avante
Como em Detroit ou Ferguson, é cada vez mais difícil cumprir os interesses do capital sem recorrer à violência nem suspender os formalismos da democracia burguesa. As cidades dos EUA convertem-se proporcionalmente em versões microscópicas da política externa norte-americana À medida que a bancarrota de Detroit entra nos últimos trâmites legais, a classe operária da cidade afunda-se nu...
29/9/2014 Éric Toussaint // CADTM
Eric Toussaint A dívida já que se converte, novamente, em um poderoso instrumento de subordinação dos povos da América Latina. Que será um instrumento, nos anos vindouros, para impor novamente políticas neoliberais como se está fazendo na Europa, de onde venho e que atualmente é o epicentro da ofensiva do capital contra o trabalho, dos credores contra os devedores Em primeiro lugar ...
Seguimos baixo o dominio dunhas políticas deseñadas para garantir unha distribución da renda extraordinariamente favorábel ás grandes elites económicas, para garantir o control oligárquico da economía e evitar os riscos que para as elites significa a súa democratización. Con menos sector público, máis desigualdades e un incontrolado sector financeiro están sentadas as bases para persi...
Os tratados da UE e o euro são o culminar de um processo de relações de capitalismo dominado face a um centro dominante, em que são estabelecidos processos de troca desigual, devido aos desequilíbrios da estrutura produtiva, diferenças de produtividade e transferências de capitais, rendimentos e juros Quando Marx nota que "o comércio livre é a forma de uns países enriquecerem à custa d...
O que é necessário entender é que o neoliberalismo na realidade não passa duma casca ideológica que dissimula a reafirmação dum poder de classe Uma das forças do argumento para o reembolso da dívida pública é a aparente neutralidade da medida. Reembolsar a dívida é apenas uma questão contabilística isenta de qualquer motivação oculta. "Precisamos de reembolsar a dívida porque um...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com