Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Nos 70 anos da Vitória de 1945
13/05/2015Jorge Cadima
A História mostra que o fascismo torna-se uma ameaça séria quando as classes dominantes optam pelo exercício do seu poder através da violência...
O medo de sair da zona do euro não deveria mais paralisar a Grécia
13/05/2015Stathis Kouvélakis
O que está em jogo na Grécia é a possibilidade de uma mudança radical e uma virada política na direção da emancipação não só de um povo e...
Stathis Kouvelakis
13/05/2015
...
Odessa não esquece
08/05/2015Luís Carapinha
Cumpriu-se o primeiro aniversário dos sangrentos acontecimentos de 2 de Maio em Odessa que culminaram com o incêndio e a chacina na Casa dos Sindi...
Grécia, ditadura financeira e caos
08/05/2015Immanuel Wallerstein
A Grécia foi admitida na zona do euro em 2000, supostamente por ter alcançado as exigências formais para isso. Quando, depois de 2008, a dívida ...
Hai alternativas ao TTIP e aos tratados de “libre comercio”?
05/05/2015Juan Hernández Zubizarreta e Pedro Ramiro
Tragédia no Mediterrâneo
30/04/2015Albano Nunes
capitalismo
8/1/2015 Éric Toussaint // CADTM
Para o capital, trata-se de aumentar a precarização dos trabalhadores, de reduzir radicalmente a capacidade destes para se mobilizarem e resistirem, de diminuir os salários e os direitos sociais, mantendo as enormes disparidades entre trabalhadores da UE, a fim de aumentar a competição entre eles e de os precipitar na armadilha da dívida  O falhanço dos governos europeus, da Comissão...
8/1/2015 Vidal Aragonés
O TTIP pode converterse nun dos grandes ataques non xa contra a soberanía dos pobos (que baixo o capitalismo non existe) senón contra o Estado de Dereito como o coñecemos nas últimas décadas O contexto de negociación, as orixes do TTIP e o seu novo modelo de relacións laborais  Un dos argumentos clásicos durante a última etapa á hora de xustificar os recortes de dereitos laborais ...
20150108_protesta.ayotzinapa
Há lugares do mundo, como o México, onde as crises do neoliberalismo, além de provocarem mudanças substanciais em sua localização na divisão internacional do trabalho, na definição de suas atividades produtivas e nos modos de uso de seu território, geraram uma fratura social  Ayotzinapa é hoje um emblema, certamente sinistro, das atrocidades que o capitalismo contemporâneo promov...
18/12/2014 Albano Nunes // Avante
20141218_cartaz-capitalismo.corrupcion
A corrupção é sistémica. É algo inerente ao funcionamento do sistema capitalista. Não se toca nos offshore nem se avança sequer na taxação dos movimentos de capitais especulativos porque isso não é compatível com a prática generalizada de favores, de luvas, de branqueamento de capitais indispensáveis aos grandes negócios  Os casos de corrupção envolvendo as altas esferas do ...
17/12/2014 Albert Recio Andreu
Nas economías capitalistas sempre que existe estancamento económico se traduce en paro masivo, expansión da pobreza e variedade de sufrimentos humanos. A persistencia do caso xaponés (e a teima alemá en copiar deles) indica que estamos ante unha situación que devén endémica  I  Xapón viuse moitas veces como un modelo de capitalismo particular. A finais dos 80 as cousas que má...
Co TTIP procédese á harmonización normativa á baixa; é dicir, se o control financeiro é máis estrito en EEUU, harmonizar tendo en conta a regulación europea. Se a lexislación laboral é máis protectora na Unión Europea, aplícanse as normas de Estados Unidos que desregulan os dereitos dos traballadores e traballadoras. Así, harmonizar desregulando os dereitos das maiorías sociais en t...
A urgência é travar a regulação do sistema capitalista mundial pela guerra, sob a hegemonia estado-unidense e a agressão contra o Sul. Para isso, é preciso sair da componente militar da NATO. Isso exige não opor mais os trabalhadores do Norte aos povos do Sul e sermos capazes de passar da construção de uma consciência colectiva àquela de actores colectivas, plurais, multipolares, a fim ...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com