Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
O golpe de Estado de 2016 no Brasil
19/05/2016Michael Löwy
A prática do golpe de Estado legal parece ser a nova estratégia das oligarquias latino-americanas. Testada em Honduras e no Paraguai (países que ...
Grécia – a tragédia que continua
19/05/2016João Ferreira
A Grécia é também a mais viva demonstração da indispensabilidade de preparar um país que queira crescer e desenvolver-se, que queira concretiz...
Brasil: O papel da política externa na restauração do neoliberalismo tardio
19/05/2016Marcelo Zero
A política externa e a forma de inserção no cenário mundial podem contribuir fortemente para tornar o Brasil, de novo, um país periférico, dei...
Brasil: A volta da classe do privilégio
18/05/2016Leonardo Boff
O atual processo de impeachment à presidenta Dilma se inscreve dentro deste quadro golpista  pois se trata de tirá-la do poder não por via ...
TTIP: A “OTAN económica”
18/05/2016Manlio Dinucci
A negociação do TTIP insere-a na tentativa geoestratégica estadounidense de resistir ao declínio do seu domínio mundial. O objetivo dos EUA, a ...
Estado español: Volven as turbulencias
13/05/2016Albert Recio Andreu
Os papéis do Panamá e Portugal
09/05/2016Agostinho Lopes
Unión Europea
14/3/2014 Diagonal // Diagonal
As disposicións do Tratado Unión europea - Estados Unidos que actualmente están a negociar buscan liberalizar e desregularizar o sector da Contratación Pública e Servizos Públicos. As organizacións que asinaron o Mandato Alternativo de Comercio denuncia que a UE e EE UU reproducen a ideoloxía da mínima participación estatal na economía e a capacidade dos gobernos para prestar servizos p...
A troika impõe o seu "modelo", mas a nada se compromete: a procura externa mais lenta pode reduzir a contribuição para a recuperação, tal como os riscos deflacionários na Zona Euro (FMI p. 9). "As condições de mercado podem rapidamente deteriorar-se". Então para que é que serve o mercado, que raio de eficiência se garante com o "mercado"? "Os riscos de que os objetivos do programa não ...
6/3/2014 Inês Zuber // Avante
A UE e os EUA desestabilizaram a sociedade ucraniana e instrumentalizaram as legítimas aspirações deste povo em acabar com as enormes desigualdades sociais que a caracterizam. Financiaram e conspiraram os incitadores da violência, grupos fascistas, com o objectivo do golpe de Estado. Estão a pôr em prática as «reformas» que lhes interessam. Escrevemos em cima do acontecimento. A propósi...
20140306_Ucraina-ultradereita.jpg
A tragédia ucraniana não teria sido possível sem a cumplicidade da União Europeia e dos EUA. Na sua estratégia de cerco à Rússia os governos imperialistas do Ocidente e os seus serviços de inteligência incentivaram as forças extremistas que semearam o caos na Ucrânia ocidental, abrindo a porta à onda de barbárie em curso. Foram as autodenominadas democracias ocidentais quem financi...
A nova división europea do traballo explica e promove a progresiva destrución dos modelos sociais estatais auspiciada pola troika e inmediatamente perceptíbel en dous ámbitos fundamentais: a flexibilización dos mercados de traballo (en concreto, mediante a rebaixa da tutela da estabilidade no emprego e a depreciación do custo da man de obra) e a redución da protección social, en particular...
20140304_EU-&-US-Flags.jpg
Mediante o Acordo Transatlántico sobre Comercio e Investimento (ATCI), de marcado carácter neoliberal, EEUU e a UE desexan eliminar aranceis e abrir os seus respectivos mercados ao investimento, os servizos e a contratación pública, mais sobre todo intentan homoxeneizar os estándares, as normas e os requisitos para comercializar bens e servizos. Dentro de dous meses, o 25 de maio, os elector...
É hoje evidente que a integração de Portugal na UEM e a adesão ao euro foram decisões erradas, com consequências devastadoras para o nosso país. Como é evidente que o futuro do País é inviável dentro do euro. Não devíamos ter entrado. Mas a saída, hoje, não nos leva ao ponto de partida. Afastada das manchetes dos jornais desde há largos meses, a crise do euro, e particularmente a ...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com