Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
A desfeita das políticas de austeridade
28/10/2014Vicenç Navarro
O xeito de reducir o déficit e a débeda públicos dun país non é aplicando políticas de austeridade. Estas políticas reducen a demanda de ben...
O Brasil de Lula segue para diante
28/10/2014Emir Sader
A militancia de esquerda gañou as rúas de todo o país; a segunda volta foi dunha clara contraposición entre esquerda e dereita, o que configuro...
Entrevista a Tom Kucharz: “O TTIP é un ataque sen precedentes contra dereitos sociais e laborais»
28/10/2014
Hai unha intención de crear unha OTAN económica, que sería ese pacto económico-comercial UE e EEUU, que faría máis forte ambas as potencias, ...
Capitalismo e discriminação entre trabalhadores
23/10/2014Prabhat Patnaik
O capitalismo, portanto, actua para segmentar romper a classe trabalhadoras de dois modos bastante distintos: um pela promoção da competição en...
EUA: Guerra ao EI é cortina de fumaça para guerra contra Síria e Irã
22/10/2014Mahdi Darius Nazemroaya
A chamada “ameaça” do Estado Islâmico no Iraque e Levante, ou Estado Islâmico (EI) é cortina de fumaça. A força do EI foi deliberadamente...
Neoliberalismo século XXI?
21/10/2014Emir Sader
Orzamentos do Estado 2015
16/10/2014María do Carme García-Negro
A terceira guerra de Iraq
14/10/2014Ignacio Ramonet
Europa
28/10/2014 Vicenç Navarro
O xeito de reducir o déficit e a débeda públicos dun país non é aplicando políticas de austeridade. Estas políticas reducen a demanda de bens e servizos, e con iso provocan un descenso do crecemento económico. E este descenso do crecemento económico xera menos recursos ao Estado, aumentando o déficit e a débeda públicos Era doado ver que as políticas de austeridade promovidas pola Tr...
28/10/2014
Hai unha intención de crear unha OTAN económica, que sería ese pacto económico-comercial UE e EEUU, que faría máis forte ambas as potencias, xerando guerras comerciais fronte aos países emerxentes, en clara competencia con China e os outros -¿En que momento estamos do tratado TTIP? Acaba de pasar a sétima rolda de negociacións en Estados Unidos; a próxima será en Bruxelas en decembr...
O tratado representa o culminar do processo neoliberal imposto aos povos, ficando a sua soberania à mercê dos interesses grande capital. Este, se achar que um Estado limita por regulamentações, taxas, leis, as suas vendas ou investimentos pode processar esse Estado que será obrigado a pagar uma indemnização e sujeitar-se 1 – O QUE SE PREPARA No segredo dos cidadãos, em junho deste a...
O TTIP vai alterar as regras de xogo que coñecemos en Europa, xerando unha estrutura político-xurídica que entroniza definitivamente o ánimo de lucro como principio forte e as grandes empresas transnacionais como axente político prioritario, marxinando os principios básicos da soberanía popular e socavando o marco internacional de dereitos humanos Ao longo de xullo celebrouse en Bruxelas ...
11/9/2014 Tariq Ali // Esquerda
20140911_escocia.independencia.jpg
O notável crescimento do movimento pró-independência é o resultado do desmantelamento do Estado Social feito por Thatcher, com os aplausos e a continuação da sua obra destruidora feita por Blair-Brown A Escócia é uma nação desde há muito tempo. Em breve saberemos se os seus cidadãos desejam agora que a nação se converta num Estado. Espero que o façam. Não só serão abertas novas...
20140905_europa.eeuu-presidentes.jpg
Num mundo submetido à doutrina de Washington da guerra permanente, a Europa afasta-se da única via que a poderia manter fora de uma crise permanente: a coexistência pacífica. Os ultra de Washington e os lambe botas da Europa escolheram as sanções em vez de comércio e a destruição em vez de prosperidade A Administração Obama pressionou activamente a Europa para impor duras sanções à ...
5/9/2014 João Camargo // Esquerda
O Tratado Transatlântico cria o mecanismo de “Resolução de Litígios entre os Investidores eo Estado” (ISDS) , que, não sendo um tribunal, decidirá sempre que uma empresa processar um Estado por pôr em causa ganhos futuros Imagina um documento, desconhecido pela maioria da população da União Europeia e dos Estados Unidos, que substituía as leis nacionais e comunitárias de uma só v...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com