Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Refugiados e deslocados: Podíamos ser nós…
29/08/2016João Pimenta Lopes
O fluxo de refugiados e deslocados, hoje já sem as muitas capas e noticiários que encheu até Março deste ano, tem uma dimensão que é muitas ve...
Mercosul na contra-maré
29/08/2016Luís Carapinha
A inflexão do rumo do Mercosul ou mesmo a sua paralisação se inscrevem na estratégia dos EUA de promoção da Aliança do Pacífico (à qual a A...
Sahara, un conflito esquecido
26/08/2016Iosu Perales
O obxectivo marroquí non é outro que provocar unha fatiga en Nacións Unidas, e mesmo na poboación saharauí, de maneira que cedan ante o que é ...
EEUU en contra do Libre Comercio?
26/08/2016Germán Gorraiz Lopez
A Asociación Transpacífico (TPP polas súas siglas en inglés) sería a peza central de Obama na súa política de reafirmación do poder económi...
Portugal: Sanções, FMI e cegueiras
24/08/2016Sandra Monteiro
A arquitectura da União Europeia neoliberal, mais ou menos punitiva, está formatada para impor a Portugal desemprego, salários baixos, emigraçã...
A nova doutrina estratégica Turca
23/08/2016Thierry Meyssan
A lógica do capitalismo neoliberal
22/08/2016Prabhat Patnaik
Guerras e crises na África de hoje
22/08/2016Carlos Lopes Pereira
crise económica
Máis de 80.000 millóns de coroas (uns 11.000 millóns de dólares) obtidos pola venda de empresas públicas esvaéronse en pouco máis dun ano, segundo se desprende do informe da Oficina Central da Débeda Pública de Suecia, que prevé un déficit fiscal para o 2009. Mentres, un terzo dos aforros das familias suecas se “fixeron fume” este ano no medio da crise financeira e o desaxuste econ...
Os dous últimos meses foron intensos en medidas de gran goberno. En intervención pública discrecional. Aquel tipo de intervención que os monetaristas satanizaron nos inicios da contrarrevolución neoliberal. Pero xa se sabe que unha cousa son os principios e outra as necesidades. Ningún liberal se escandalizou pola transferencia masiva de fondos ao capital financeiro, a salvación de ...
Só há uma solução: pôr fim ao retrocesso salarial, modificar a distribuição das riquezas: menos lucros, mais salários e investimentos sociais. A margem de manobra é considerável, já que os lucros distribuídos pelas sociedades não-financeiras representam, hoje, 12% de sua massa salarial, contra 4%, em 1982. Isso implica uma redução drástica de privilégios da pequena esfera social ...
20/11/2008 Umberto Martins // Vermelho
Reunida no último sábado (15) em Washington, a cúpula do G20, grupo composto pelas 20 maiores economias do mundo, sugeriu aos que governam o mundo um pacote de 47 medidas para combater a severa crise econômica que eclodiu nos EUA em meados de 2007 e de lá foi irradiada para todo o mundo. A ação desperta naturalmente a pergunta que dá título ao artigo. Será que agora vai? A respost...
20/11/2008 Eduardo Bomfim
É importante considerar a verdadeira essência dos fenômenos surgidos da crise econômica internacional, originária da farra especulativa nos Estados Unidos da América e transformada, rapidamente, em um grave desconforto mundial. Os EUA e a Comunidade Européia vão apresentando claros sinais de uma forte recessão, anunciada oficialmente pela principal economia do velho mundo, a Aleman...
cig.prensa@galizacig.com