Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
As duas caras da campanha de Sanders
03/05/2016Fred Goldstein
Os progressistas e revolucionários não devem ignorar o lado negativo de Sanders e o engodo enganador do Partido Democrata. Sanders não acolheu to...
A crise no Brasil
03/05/2016Perry Anderson
Na América do Sul, um ciclo está chegando ao fim. Por uma década e meia, sem a pressão direta dos Estados Unidos, fortalecidos pelo boom das com...
Bernie Sanders, o que faz cantar o galo?
26/04/2016António Santos
A campanha eleitoral de massas protagonizada por Bernie Sanders é, em primeiro lugar, uma expressão eleitoral da frustração da classe trabalhado...
O mistério da classe média da América Latina
26/04/2016Alfredo Serrano
Depois da vitória de Mauricio Macri na Argentina, da derrota eleitoral do chavismo na Assembleia da Venezuela, do resultado negativo de Evo Morales...
Para compreender o neoliberalismo além dos clichês
26/04/2016George Monbiot
Os governos usam as crises neoliberais tanto como desculpa quanto como oportunidade para baixar impostos, privatizar os serviços públicos restante...
Brasil: O que está em causa?
22/04/2016Pedro Guerreiro
Operação Venezuela
15/04/2016Luís Carapinha
crise económica
Máis de 80.000 millóns de coroas (uns 11.000 millóns de dólares) obtidos pola venda de empresas públicas esvaéronse en pouco máis dun ano, segundo se desprende do informe da Oficina Central da Débeda Pública de Suecia, que prevé un déficit fiscal para o 2009. Mentres, un terzo dos aforros das familias suecas se “fixeron fume” este ano no medio da crise financeira e o desaxuste econ...
Os dous últimos meses foron intensos en medidas de gran goberno. En intervención pública discrecional. Aquel tipo de intervención que os monetaristas satanizaron nos inicios da contrarrevolución neoliberal. Pero xa se sabe que unha cousa son os principios e outra as necesidades. Ningún liberal se escandalizou pola transferencia masiva de fondos ao capital financeiro, a salvación de ...
Só há uma solução: pôr fim ao retrocesso salarial, modificar a distribuição das riquezas: menos lucros, mais salários e investimentos sociais. A margem de manobra é considerável, já que os lucros distribuídos pelas sociedades não-financeiras representam, hoje, 12% de sua massa salarial, contra 4%, em 1982. Isso implica uma redução drástica de privilégios da pequena esfera social ...
20/11/2008 Umberto Martins // Vermelho
Reunida no último sábado (15) em Washington, a cúpula do G20, grupo composto pelas 20 maiores economias do mundo, sugeriu aos que governam o mundo um pacote de 47 medidas para combater a severa crise econômica que eclodiu nos EUA em meados de 2007 e de lá foi irradiada para todo o mundo. A ação desperta naturalmente a pergunta que dá título ao artigo. Será que agora vai? A respost...
20/11/2008 Eduardo Bomfim
É importante considerar a verdadeira essência dos fenômenos surgidos da crise econômica internacional, originária da farra especulativa nos Estados Unidos da América e transformada, rapidamente, em um grave desconforto mundial. Os EUA e a Comunidade Européia vão apresentando claros sinais de uma forte recessão, anunciada oficialmente pela principal economia do velho mundo, a Aleman...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com