Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Nos 70 anos da Vitória de 1945
13/05/2015Jorge Cadima
A História mostra que o fascismo torna-se uma ameaça séria quando as classes dominantes optam pelo exercício do seu poder através da violência...
O medo de sair da zona do euro não deveria mais paralisar a Grécia
13/05/2015Stathis Kouvélakis
O que está em jogo na Grécia é a possibilidade de uma mudança radical e uma virada política na direção da emancipação não só de um povo e...
Stathis Kouvelakis
13/05/2015
...
Odessa não esquece
08/05/2015Luís Carapinha
Cumpriu-se o primeiro aniversário dos sangrentos acontecimentos de 2 de Maio em Odessa que culminaram com o incêndio e a chacina na Casa dos Sindi...
Grécia, ditadura financeira e caos
08/05/2015Immanuel Wallerstein
A Grécia foi admitida na zona do euro em 2000, supostamente por ter alcançado as exigências formais para isso. Quando, depois de 2008, a dívida ...
Hai alternativas ao TTIP e aos tratados de “libre comercio”?
05/05/2015Juan Hernández Zubizarreta e Pedro Ramiro
Tragédia no Mediterrâneo
30/04/2015Albano Nunes
Estados Unidos
20100726_obama.iran.jpg
A guerra é o principal negócio do complexo militar-industrial, de modo que para sustentar seus lucros é preciso utilizar e destruir aviões, foguetes, helicópteros etc. Assim, a diabólica dupla formada pela "guerra preventiva" e a "guerra infinita" continua desabalada em seu curso, agora sob a presidência de um Prêmio Nobel da Paz. Amitai Eztioni é um dos soc...
O aprofundamento da crise estrutural do capitalismo e as consequências econômicas e políticas da decadência relativa dos EUA e dos países imperialistas da Europa, estão gerando novos conflitos potenciais em uma situação internacional de transição. A história nos diz que essas situações podem redundar em mais instabilidades, tensões e conflitos armados. E existem planos de guerra dos...
20/7/2010 James Petras // Rebelión
20100720_baixas-afghanistan.jpg
A pesar de case dez anos de guerra, incluídas unha invasión e unha ocupación, o exército estadounidense, os seus aliados e as forzas armadas dos estados clientelistas están perdendo a guerra en Afganistán. Exceptuando os distritos centrais dalgunhas cidades e as fortalezas militares, a resistencia nacional afgá, con todas as súas complexas alianzas nacionais, rexionais e locais, controla ...
20100720_iran.afghanistan.jpg
Os Estados Unidos estão a jogar o “jogo do cobarde” com o Irão e a Coreia do Norte. Os Estados Unidos têm clamado por quase duas décadas que estão determinados a evitar que o Irão e a Coreia do Norte se tornem potências nucleares. No meio de questões mais urgentes, o governo dos EUA reafirma regularmente a importância deste objectivo. Como tanto o Irão quanto a Coreia do Nort...
15/7/2010 Luís Carapinha // Avante
Um ano após o golpe de Estado nas Honduras os EUA prosseguem a senda desenfreada de militarização do continente americano. A última investida corresponde à ocupação silenciosa da Costa Rica. Os factos são simples: com o apoio da presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla, o parlamento do país centro-americano aprovou há dias um «acordo de segurança» com os EUA que prevê a entrada no...
O ataque contra o euro e a operación de desmantelamento da Unión Europea resultan tamén dunha ofensiva lanzada por Estados Unidos e da que tomaron o relevo a primeira economía do antigo continente, así como as institucións da UE. A Comisión e o Consello confirman así a súa participación na descomposición da Unión e a súa integración nunha nova estrutura política e económica transa...
20100706_eeuu.iran.jpg
A capacidade de dissuasão do Irã é vista por Washington como um exercício ilegítimo de soberania que interfere nos desígnios globais dos Estados Unidos. Ameaça, especialmente, o controle dos EUA sobre os recursos energéticos do Oriente Médio, uma alta prioridade dos estrategistas desde a Segunda Guerra Mundial, recursos que rendem frutos como o “controle do mundo”. Além disso, o Ir...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com