Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Portugal: Sanções, FMI e cegueiras
24/08/2016Sandra Monteiro
A arquitectura da União Europeia neoliberal, mais ou menos punitiva, está formatada para impor a Portugal desemprego, salários baixos, emigraçã...
A nova doutrina estratégica Turca
23/08/2016Thierry Meyssan
A nova doutrina estratégica Turca conduziu já Ancara a restaurar boas relações, pelo menos comerciais, com vários dos seus vizinhos. No fim de ...
A lógica do capitalismo neoliberal
22/08/2016Prabhat Patnaik
Os dias tranquilos do neoliberalismo estão acabados, o que portanto traz para a agenda histórica uma luta pela sua transcendência. Isto pode ser ...
Francia: despois da tormenta, chega o naufraxio
22/08/2016Albert Alexandre
A reacción pola dereita que a viraxe cara ao socialiberalismo do PSF supuxo co crecemento da Fronte Nacional, ten o seu parangón positivo pola esq...
Portugal: Os incêndios florestais (por trás das chamas…)
22/08/2016João Dinis
As políticas impostas pela PAC (Política Agrícola Comum) e por outros «acordos» internacionais e as erradas opções no plano nacional, a polí...
Guerras e crises na África de hoje
22/08/2016Carlos Lopes Pereira
50 verdades sobre Fidel Castro
17/08/2016Salim Lamrani
A OTAN como ameaza á paz mundial
17/08/2016Augusto Zamora R.
América Latina
17/8/2016 Emir Sader
20160817_Brasil.democracia.jpg
Para resgatar a democracia, a esquerda precisa ter uma crítica radical dos obstáculos a uma verdadeira, ampla e profunda democracia no Brasil. Precisarão incorporar, como elemento fundamental, a democratização do sistema político e do próprio aparelho de Estado como questões indispensáveis  A esquerda brasileira havia sido acusada, no passado, de subestimar a importância da democr...
16/6/2016 Atilio A. Boron
20160616_arxentina.mobilizacion.jpg
Nun continente inzado pola presenza dunha dereita cada vez máis falta de escrúpulos e voraz a xestión de Cambiemos á fronte da Casa Rosada sobresae pola radicalidade do seu proxecto reaccionario Poucas veces se viu un goberno que de forma tan rotunda ratificase a verdade contida nalgunhas teses medulares da teoría política. Unha, formulada por Agustín de Nipona no século IV cando se pregu...
O período petista provocou um recuo tático de décadas na recomposição popular com perspectiva de classe, em meio a muito sangue e suor da classe trabalhadora brasileira. As conservadoras vozes da ditadura insistem em reafirmar-se entre nós  Vivemos um momento complexo na América Latina. Os não tão antigos anos da ditadura militar vividos em grande parte de nosso continente entre os ...
Nos últimos anos América Latina, finalmente, moveuse fondamente para se liberar do dominio de Occidente; no século pasado, do control de Estados Unidos, e para facer fronte a algúns dos seus graves problemas internos. O camiño non é doado... - Cal é a súa análise con respecto ao resultado das eleccións primarias en Estados Unidos?  A característica máis rechamante foi a forte op...
3/6/2016 Alfredo Serrano
Están de moda os golpes. O golpe de estado en Honduras sacou a Zelaya en 2008; o golpe en Paraguai fixo o mesmo con Lugo; e hai días, en Brasil, produciuse un golpe parlamentario contra Dilma.  En Arxentina, non necesitaron golpe aínda que si houbo unha incesante martelada xudicial e mediática contra Cristina Fernández de Kirchner até lograr que Macri vencese na última cita electoral...
31/5/2016 Emir Sader
20160531_brasil-golpe.nao.JPG
A eventual destituição de Dilma e o final da experiência de governo do PT no Brasil aparece, para a direita continental, como o que seria uma virada histórica. A similaridade da politica do presidente interino do Brasil com a da Argentina, representaria um retorno ao que esses dois países viveu nos anos 1990  Com a instalação do governo de Mauricio Macri na Argentina, rompeu-se esse g...
As medidas cosméticas tomadas pola Administración Obama no seu primeiro mandato, a respecto de Cuba, deixan intacto o bloqueo e non cambian substancialmente a política de Washington  A división de Ucraína en dúas metades case simétricas (quedando o sur e leste do país -incluída Crimea- baixo a órbita rusa mentres o centro e oeste da actual Ucraína navegarán tras o ronsel da UE), ...
cig.prensa@galizacig.com