Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Um olhar sobre o Brexit
01/07/2016João Ferreira
A ausência ou debilidade de projectos de ruptura pela esquerda com a UE constitui um perigo capaz de comportar consequências potencialmente trági...
Brasil: O golpismo contra-ataca
30/06/2016Emir Sader
A incapacidade de iniciativa política da luta contra o golpe, que combine mobilizações populares com proposta política viável no curto prazo, ...
Porque os britânicos disseram não à Europa
28/06/2016John Pilger
O voto maioritário dos britânicos a favor do abandono da União Europeia foi um acto de democracia pura. Milhões de pessoas comuns recusaram-se a...
UE: Os dias contados
28/06/2016Jorge Bateira
Tendo em conta que as políticas da UE não serão alteradas no essencial, já que isso é do interesse das elites alemãs e da tecno-burocracia de ...
O referendo inglês: o irrecusável "não", suas perspectivas e riscos
28/06/2016Haroldo Lima
A UE frustrou a esperança de vida de grande parte da gente que dizia unir. O bem-estar foi substituído pela "austeridade". E as reações se este...
O direito soberano de decidir
23/06/2016João Pimenta Lopes
Alemaña
As elites alemãs e europeias não estão de modo algum interessadas em criar uma sociedade homogeneizada na qual os imigrantes e a população existente se misturem e fundam as suas respectivas culturas  Há muitas razões para a inundação de refugiados na Alemanha, mas elas devem-se basicamente às guerras perpetradas pelo "Ocidente". No entanto, apesar das aparências, as elites políti...
19/10/2015 Xavier Caño Tamayo
O caso Volkswagen certifica que non hai capitalistas bos e capitalistas malos. Non é o problema dunha minoría cobizosa que estafa e delinque. Esas actuacións son parte esencial do sistema. Non hai capitalismo bo e capitalismo malo  Estafar é furtar con mentira, enganar con promesas, que non se cumpren nin cumprirán, en beneficio do caloteiro. A empresa Volkswagen estafa desde hai anos a...
A maior privatização da História começou há 25 anos. O balanço da Treuhandanstalt, organismo da Alemanha ocidental encarregado da privatização dos bens da República Democrática Alemã (RDA) mostra que esta não é a via a seguir…  Desde o ultimato europeu à Grécia de 13 de julho (3.º acordo financeiro entre o governo e a UE), está tudo à venda na Grécia: ilhas, praias, hot...
A verdadeira disxuntiva consiste en saír do euro e recuperar a soberanía ou afrontar unha lenta pero inexorábel transición cara ao subdesenvolvemento  Antes de que me chamen xermanófobo, ou algunha cousa peor, déixenme advertilos de que gardo un gran respecto pola cultura alemá, á que hai que atribuír proezas intelectuais tan fecundas como as de Immanuel Kant ou Karl Marx. As obras ...
19/8/2014 Éric Toussaint // CADTM
A injustiça com que o povo grego é tratado (assim como outros povos cujas autoridades seguem as recomendações da troika) deve despertar a consciência de parte da opinião pública. Mas não tenhamos ilusões, as razões que levaram as potências ocidentais a tratarem a Alemanha Ocidental como trataram, depois da Segunda Guerra Mundial, não se colocam no caso da Grécia Os Estados Unidos pro...
17/10/2013 Albert Recio Andreu
Alemaña non impera en Europa no baleiro. A súa hexemonía non sería posíbel se non contase con firmes alianzas entre as capas dirixentes do resto de países. Á fin e ao cabo, a xibarización do sector público, o debilitamento dos dereitos laborais e a xestión autocrática da sociedade estiveron presentes nas orientacións das elites económicas.  I  A vitoria electoral de Merkel...
7/10/2013 Roberto Savio
As recentes eleições alemãs borraram as fronteiras entre norte e sul da Europa. Ao longo dos últimos três anos, todo o mundo parecia olhar apenas para a crise na Grécia, seguida pela da Irlanda, de Portugal; pelo declínio da França, a estagnação da Espanha e a falta de governabilidade na Itália. Poucos perceberam que a Holanda (quinta economia da zona do euro) foi obrigada a admitir que...
cig.prensa@galizacig.com