Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Análise da conjuntura política brasileira
23/09/2016João Pedro Stédile
O golpe não conseguiu legitimar-se. No jurídico se evidenciou a contradição na manutenção dos direitos da President. E nas ruas, perdeu a legi...
Bratislava : a cimeira da mesquinhez
23/09/2016Thierry Meyssan
Três meses após a decisão dos eleitores britânicos em sair da União Europeia, os seus chefes de Estado e de governo —com a excepção do Prim...
O consenso de Bruxelas
23/09/2016Ângelo Alves
Salvar a Europa significa derrotar a União Europeia e o consenso que apesar das contradições emergentes parece prevalecer entre direita e social-...
Brasil, o elo mais frágil do neoliberalismo na América Latina
22/09/2016Emir Sader
Apesar da realização do sonho da direita de recuperar o controle do governo, as bases em que o faz são extremamente frágeis, fazendo do Brasil o ...
Cartografía da loita de clases en América Latina e o Caribe: Posneoliberalismo vs. Capitalismo offshore
22/09/2016Katu Arkonada
O devalo da hexemonía estadounidense, xunto co rol cada vez máis ambicioso de China e Rusia no taboleiro xeopolítico, xera condicións máis favo...
O Decálogo “neo-neoliberal”
20/09/2016Ava Gomez e Alejandro Fierro
Os golpes de Estado de ontem e de hoje
15/09/2016Marcos Roitman Rosenmann
Alemaña
Três meses após a decisão dos eleitores britânicos em sair da União Europeia, os seus chefes de Estado e de governo —com a excepção do Primeiro-ministro do Reino Unido— reuniram-se em Bratislava para dar um novo alento à UE.  Esperava-se uma reflexão sobre o que havia conduzido ao Brexit, e sobre o que conviria fazer da União. Não foi o caso. Os 27 contentaram-se em lembrar o ...
As elites alemãs e europeias não estão de modo algum interessadas em criar uma sociedade homogeneizada na qual os imigrantes e a população existente se misturem e fundam as suas respectivas culturas  Há muitas razões para a inundação de refugiados na Alemanha, mas elas devem-se basicamente às guerras perpetradas pelo "Ocidente". No entanto, apesar das aparências, as elites políti...
19/10/2015 Xavier Caño Tamayo
O caso Volkswagen certifica que non hai capitalistas bos e capitalistas malos. Non é o problema dunha minoría cobizosa que estafa e delinque. Esas actuacións son parte esencial do sistema. Non hai capitalismo bo e capitalismo malo  Estafar é furtar con mentira, enganar con promesas, que non se cumpren nin cumprirán, en beneficio do caloteiro. A empresa Volkswagen estafa desde hai anos a...
A maior privatização da História começou há 25 anos. O balanço da Treuhandanstalt, organismo da Alemanha ocidental encarregado da privatização dos bens da República Democrática Alemã (RDA) mostra que esta não é a via a seguir…  Desde o ultimato europeu à Grécia de 13 de julho (3.º acordo financeiro entre o governo e a UE), está tudo à venda na Grécia: ilhas, praias, hot...
A verdadeira disxuntiva consiste en saír do euro e recuperar a soberanía ou afrontar unha lenta pero inexorábel transición cara ao subdesenvolvemento  Antes de que me chamen xermanófobo, ou algunha cousa peor, déixenme advertilos de que gardo un gran respecto pola cultura alemá, á que hai que atribuír proezas intelectuais tan fecundas como as de Immanuel Kant ou Karl Marx. As obras ...
19/8/2014 Éric Toussaint // CADTM
A injustiça com que o povo grego é tratado (assim como outros povos cujas autoridades seguem as recomendações da troika) deve despertar a consciência de parte da opinião pública. Mas não tenhamos ilusões, as razões que levaram as potências ocidentais a tratarem a Alemanha Ocidental como trataram, depois da Segunda Guerra Mundial, não se colocam no caso da Grécia Os Estados Unidos pro...
17/10/2013 Albert Recio Andreu
Alemaña non impera en Europa no baleiro. A súa hexemonía non sería posíbel se non contase con firmes alianzas entre as capas dirixentes do resto de países. Á fin e ao cabo, a xibarización do sector público, o debilitamento dos dereitos laborais e a xestión autocrática da sociedade estiveron presentes nas orientacións das elites económicas.  I  A vitoria electoral de Merkel...
cig.prensa@galizacig.com