Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Ucrânia, o fascismo galopante
25/06/2015Raúl Antonio Capote
Na Ucrânia se trava uma grande batalha contra o fascismo, o triunfo das forças obscuras deixaria aberta a via da opção fascista, nunca descartad...
A crise da UE e a “experiência” grega
25/06/2015Ângelo Alves
A realidade na Grécia, mas também em toda a UE, é de uma luta de classes muito aguda. Nessa luta, os fatores nacional e supranacional relacionam-...
O contra-senso comum
25/06/2015Boaventura de Sousa Santos
O modo como a crise financeira da Europa do Sul tem sido "resolvida", o vasto cemitério líquido em que se transformou o Mediterrâneo, o crescimen...
A duplicidade como política de Washington para a América Latina: Marines para a América Central e diplomatas para Cuba
11/06/2015James Petras
No período imediato , na maior parte da região, Washington busca uma política de intervenção e pressão política, diplomática e económica. A...
AENC: Control horario vs traballo por obxectivos
03/06/2015Clodomiro Montero M.
O AENC 2015, recentemente asinado entre CCOO, UGT e as patronais a nivel estatal, xa está marcando as liñas da negociación colectiva. Máis alá ...
A nova xeopolítica do petróleo
01/06/2015Ignacio Ramonet
Nos 70 anos da Vitória de 1945
13/05/2015Jorge Cadima
Alemaña
A verdadeira disxuntiva consiste en saír do euro e recuperar a soberanía ou afrontar unha lenta pero inexorábel transición cara ao subdesenvolvemento  Antes de que me chamen xermanófobo, ou algunha cousa peor, déixenme advertilos de que gardo un gran respecto pola cultura alemá, á que hai que atribuír proezas intelectuais tan fecundas como as de Immanuel Kant ou Karl Marx. As obras ...
19/8/2014 Éric Toussaint // CADTM
A injustiça com que o povo grego é tratado (assim como outros povos cujas autoridades seguem as recomendações da troika) deve despertar a consciência de parte da opinião pública. Mas não tenhamos ilusões, as razões que levaram as potências ocidentais a tratarem a Alemanha Ocidental como trataram, depois da Segunda Guerra Mundial, não se colocam no caso da Grécia Os Estados Unidos pro...
17/10/2013 Albert Recio Andreu
Alemaña non impera en Europa no baleiro. A súa hexemonía non sería posíbel se non contase con firmes alianzas entre as capas dirixentes do resto de países. Á fin e ao cabo, a xibarización do sector público, o debilitamento dos dereitos laborais e a xestión autocrática da sociedade estiveron presentes nas orientacións das elites económicas.  I  A vitoria electoral de Merkel...
7/10/2013 Roberto Savio
As recentes eleições alemãs borraram as fronteiras entre norte e sul da Europa. Ao longo dos últimos três anos, todo o mundo parecia olhar apenas para a crise na Grécia, seguida pela da Irlanda, de Portugal; pelo declínio da França, a estagnação da Espanha e a falta de governabilidade na Itália. Poucos perceberam que a Holanda (quinta economia da zona do euro) foi obrigada a admitir que...
4/10/2013 Anxo Noceda
20131004_Alemanha.jpeg
O Goberno de Angela Merkel non foi/é máis que o lapis co que os poderes económico-financeiros da Europa están a redactar baixo que normas e ritmos se vai producir de xeito permanente e continuo a espoliación da clase traballadora e das clases populares para seguir a acumular a riqueza nos seus exclusivos petos, á vez que o papel dos medios de comunicación non é outro que o de ser os fieis ...
20130618_protesta.anti-merkel.jpg
A escala planetaria, as demais grandes economías, Estados Unidos e Xapón, volveron ao crecemento mentres a UE segue sumida na recesión. Por iso é polo que se cuestiona máis que nunca a “solución única” alemá, baseada na austeridade. Berlín só cre na redución dos déficits orzamentarios, na disminución da débeda soberana e, sobre todo, na reforma laboral.  A devastadora auste...
4/6/2013 Heinz Bierbaum // Esquerda
A política da Merkel visa os bancos alemães, a indústria alemã e os ricos. Apesar de a população alemã, quando comparado com os países do sul da Europa, ter uma qualidade de vida superior, é importante não esquecer que a política de Angela Merkel aumentou o fosso social na Alemanha.  A Europa encontra-se, sem dúvida, a atravessar a sua pior crise. As políticas de austeridade que...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com