Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Grécia: Por que se deve realizar uma auditoria da dívida?
25/03/2015Éric Toussaint
A auditoria demonstrará que uma parte muito grande da dívida grega contraída tanto no período precedente à intervenção da Troika como no post...
Por trás das sanções da Casa Branca contra a Venezuela
25/03/2015Mark Weisbrot
Os governos latino-americanos compreenderam esta estratégia de impor novas sanções à Venezuela vista como uma grave ameaça à democracia na reg...
Dez claves para entender a “lex mercatoria”
25/03/2015Juan Hernández Zubizarreta e Pedro Ramiro
A oposición frontal das grandes potencias e dos lobbies transnacionais á creación de normas que poidan poñer en risco as súas perspectivas de n...
A pobreza em Portugal
25/03/2015Maria do Carmo Tavares
A pobreza em Portugal sempre assumiu grande extensão e intensidade, a ela estão associadas profundas desigualdades sociais, acumulação de riquez...
O capitalismo no país das maravilhas
23/03/2015António Santos
Há actualmente 15 milhões de crianças com fome nos EUA. Destas, 1,5 milhões não tem casa. Com efeito, na lista de países que melhor protegem a...
Brasil na encruzilhada
23/03/2015Luís Carapinha
Pensar as crises
11/03/2015Antoine Casanova e Remy Herrera
Grecia: Saír do euro ou suicidio político
09/03/2015Héctor Illueca Ballester
guerra
20150323_pintada
A estratégia imperialista aparece articulada em torno de três grandes eixos; o transatlântico e o transpacífico que apontam, num gigantesco jogo de tenazes, contra a convergência russo-chinesa, centro motor da integração euro-asiática. E a seguir o eixo latino-americano, destinado à reversão dos processos progressistas aí em curso e à recolonização da região. E essa estratégia é u...
26/2/2015 Luís Carapinha // Avante
A vida tornou-se hoje infinitamente mais difícil para a esmagadora maioria dos ucranianos, um ano após a consumação do golpe de Estado de 21-22 de Fevereiro de 2014.  A usurpação do poder pelos sectores mais reaccionários e aventureiristas do grande capital ucraniano não só significou a instalação de um Estado anti-democrático e repressivo no país, com a censura, o livre arbít...
19/2/2015 Albano Nunes // Avante
20150219_conflito.donbass
Caracterizar o drama da Ucrânia e a perigosíssima escalada de tensão com a Rússia como simples expressão de «contradições inter-imperialistas», é um erro que ignora que as raízes da guerra são fundamentalmente internas à sociedade ucraniana, erro que se vingasse facilitaria os objectivos do imperialismo  A escalada de confrontação dos EUA-UE-NATO com a Rússia encerra enormes ...
13/2/2015 Luís Carapinha // Avante
É urgente parar a guerra. Mas não haverá paz efectiva sem extirpar as causas profundas do conflito e afastar as forças golpistas, títeres, que dilaceram a Ucrânia  Quando, a 27 de Janeiro de 1945, as tropas soviéticas libertaram Auschwitz enfrentaram um quadro dantesco. Homens curtidos pelos horrores da guerra mais letal e atroz da história – soldados e oficiais da 1.ª Frente Ucra...
15/1/2015 Inês Zuber // Avante
A população do Donbass e os patriotas ucranianos que resistem à fascização da Ucrânia – vulgarmente conhecidos nos media dominantes por «terroristas pró-russos», nomenclatura que os EUA e a UE acompanham – estão a ser alvo de uma guerra genocida  Esta semana será comemorado, no Parlamento Europeu, o 70.º aniversário da libertação do campo de concentração de Auschwitz. Qu...
Assassinatos como o da Charlie Hebdo nunca têm justificativa moral nem humana, mas sim contextos. Um fator é a guerra sem fim no Oriente Médio  É óbvio que o direito de matar não existe. É óbvio que o direito ao humor existe.   É óbvio que a liberdade de expressão é um dos direitos individuais e coletivos mais apreciados.   É óbvio que nem sequer o sentime...
18/12/2014 Atilio A. Boron
20141218_anti.WAR
A historia apréndenos que todas as transicións xeopolíticas globais -e estamos inmersas nunha delas- estiveron acompañadas por grandes guerras  Pasesiñamente, o mundo parece encamiñarse cara á Terceira Guerra Mundial. A OTAN estreita cada vez máis o círculo trazado sobre Rusia, levando aos seus extremos un proceso que foi o obxectivo político fundamental perseguido, no teatro europ...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com