Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
 
Artigos de opinión
Um olhar sobre o Brexit
01/07/2016João Ferreira
A ausência ou debilidade de projectos de ruptura pela esquerda com a UE constitui um perigo capaz de comportar consequências potencialmente trági...
Brasil: O golpismo contra-ataca
30/06/2016Emir Sader
A incapacidade de iniciativa política da luta contra o golpe, que combine mobilizações populares com proposta política viável no curto prazo, ...
Porque os britânicos disseram não à Europa
28/06/2016John Pilger
O voto maioritário dos britânicos a favor do abandono da União Europeia foi um acto de democracia pura. Milhões de pessoas comuns recusaram-se a...
UE: Os dias contados
28/06/2016Jorge Bateira
Tendo em conta que as políticas da UE não serão alteradas no essencial, já que isso é do interesse das elites alemãs e da tecno-burocracia de ...
O referendo inglês: o irrecusável "não", suas perspectivas e riscos
28/06/2016Haroldo Lima
A UE frustrou a esperança de vida de grande parte da gente que dizia unir. O bem-estar foi substituído pela "austeridade". E as reações se este...
O direito soberano de decidir
23/06/2016João Pimenta Lopes
Siria
28/3/2016 Thierry Meyssan
As elites europeias consideram a República da Síria como um inimigo, seja porque defendem o ponto de vista colonial de Israel, seja porque esperam recolonizar, eles mesmos, o Levante apropriar-se das suas gigantescas reservas de gás ainda inexplorado. Elas apoiaram, pois, a operação secreta norte-americana de «mudança do regime» e fingiram acreditar na fábula da «Primavera Árabe» &nbs...
A guerra está longe de ter acabado, mas torna-se mais claro quem serão os vencedores e os vencidos. Não haverá uma mudança radical de regime em Damasco. A oposição árabe sunita não conseguiu chegar ao poder na Síria e está à defesa no Iraque. Os curdos em ambos os países são política e militarmente mais poderosos do que nunca  O ressurgimento da Rússia como grande superpotên...
4/1/2016 Pedro Guerreiro // Avante
A solução para a grave situação na Síria exige o efectivo respeito da soberania, da independência, da unidade e da integridade territorial da República Árabe Síria e não a ingerência e a intervenção externa com vista à imposição de uma dita «mudança de regime»  A resolução 2254, sobre a situação na Síria, adoptada unanimemente pelo Conselho de Segurança das Nações ...
26/11/2015 Pedro Guerreiro // Avante
Perante a resistência da Síria e o apoio concertado da Rússia, do Irão e do Iraque à sua luta, na sequência dos atentados de Paris e a pretexto do combate ao grupo «Estado Islâmico», ensaia-se um novo passo na ingerência e agressão do imperialismo contra a Síria  A decisão da Federação Russa de apoiar militarmente a Síria, face à brutal agressão executada por grupos que sã...
O ataque terrorista, criando na Europa um clima de estado de sítio, «justifica» um crescimento em poder militar acelerado dos países europeus da Otan, incluindo o aumento de suas despesas militares reclamadas pelos EUA, e abre o caminho a outras guerras  Bandeiras a meio mastro nos países da Otan pelo "11 de setembro da França", enquanto o presidente Obama anunncia aos meios de comuni...
8/10/2015 Ângelo Alves // Avante
A situação internacional está cada vez mais complexa e perigosa e exige cada vez mais das forças que lutam contra a ofensiva imperialista, pelo progresso, a justiça social, a democracia, a soberania, a cooperação internacional e a paz.  Mas simultaneamente os desenvolvimentos tornam mais visíveis as grandes contradições do capitalismo e o complexo processo de rearrumação de for...
Todo o mundo sabía que a proxectada invasión militar, estranxeira e mercenaria de Siria podería ter “consecuencias imprevisíbeis” e que a rexión ía entrar nunha etapa de caos social, económico, cultural, sanitario e político  Desde a invasión militar, estranxeira e mercenaria, planeada, organizada e financiada por Estados Unidos (EE.UU.) para derrocar a Muammar Ghadafi, todo o m...
cig.prensa@galizacig.com