Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
 
Artigos de opinión
Nos 70 anos da Vitória de 1945
13/05/2015Jorge Cadima
A História mostra que o fascismo torna-se uma ameaça séria quando as classes dominantes optam pelo exercício do seu poder através da violência...
O medo de sair da zona do euro não deveria mais paralisar a Grécia
13/05/2015Stathis Kouvélakis
O que está em jogo na Grécia é a possibilidade de uma mudança radical e uma virada política na direção da emancipação não só de um povo e...
Stathis Kouvelakis
13/05/2015
...
Odessa não esquece
08/05/2015Luís Carapinha
Cumpriu-se o primeiro aniversário dos sangrentos acontecimentos de 2 de Maio em Odessa que culminaram com o incêndio e a chacina na Casa dos Sindi...
Grécia, ditadura financeira e caos
08/05/2015Immanuel Wallerstein
A Grécia foi admitida na zona do euro em 2000, supostamente por ter alcançado as exigências formais para isso. Quando, depois de 2008, a dívida ...
Hai alternativas ao TTIP e aos tratados de “libre comercio”?
05/05/2015Juan Hernández Zubizarreta e Pedro Ramiro
Tragédia no Mediterrâneo
30/04/2015Albano Nunes
promotores de emprego
28/6/2012 CIG, CCOO, UGT, CSI-F e CNT defenden a prórroga dos contratos e que a administración procure unha alternativa orzamentaria para o seu mantemento
O Colectivo de promotores de emprego vén de denunciar, en rolda de prensa, a grave situación que se deriva da eliminación de 109 postos de traballo de persoal que está a desenvolver as súas funcións actualmente nas oficinas de emprego de Galiza. Consideran que a súa supresión é un paso máis no desmantelamento dos Servizos Públicos, nomeadamente das oficinas de emprego e que ten como obxectivo a súa progresiva substitución polas ETTs. Fronte a isto, defenden a prórroga destes contratos e que a Administración procure unha alternativa orzamentaria para poder manter estes postos de traballo.
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com